quinta-feira, 2 de abril de 2009

O Lobisome do Arvoredo


"Contrariando todas as estatística das lobisomage, este bicho, meio hômi, meio lobo-guará (ou meio graxaim guaipeca) nasceu ao contrário, quase do avesso. Cabeça de gente e andando nas quatro pata...", assim foi descrita essa aberração dos pampas, pelo grande poeta campeiro Setembrino Sete-Peles. Esse desenho foi feito no evento Traço Todas realizado em Passo Fundo, em novembro de 2008. Em breve a galeria de imagens vai pro ar lá no blog.


O Lobisome do Arvoredo
Mano Lima


O Lobisomem do Arvoredo
Todo mundo tinha medo
Foi meu pai que me contou
Que uma vez ele posou e se encontrou com a bicharedo

Sexta-feira lua cheia,
E ele posou lá sozinho
De repente viu uma sombra,
Pois era uma Lobisoma com seis lobisominhos.

A Lobisoma bem tetuda
Tava dando de mamá
Ele saiu de mansinho e pegou o Lobisominho
E trouxe pra criar

Ele pegou o Lobisomem
E trouxe pra criar guacho
Hoje o bicho tá famoso, tá vivendo pelo povo
E toca Gaita de 8 baixo

O Lobisomem do Arvoredo
Todo mundo tinha medo
Foi meu pai que me contou
Que uma vez ele posou e se tocou pro "bixaredo"

Hoje o bicho tá famoso
Na profissão até já tem nome
Ele é uma baita de uma rima ele se chama Mano Lima,
é o rei do Lobisomem
Ele é uma baita de uma rima ele se chama Mano Lima,
é o rei do Lobisomem
Ele é uma baita de uma rima ele se chama Mano Lima,
é o rei do Lobisomem
Ele é uma baita de uma rima ele se chama Mano Lima,
é o rei do Lobisomem




2 comentários:

Marcelo disse...

mas que chucrismo!

André Toma disse...

Valeu pela visita lá no meu blog!
Meu...muito legal teu espaço! Desenho, música, design...culinária! Demais!
De tudo um pouco...isso que quero fazer no meu...
Sucesso aí!

Grande abraço!

ShareThis